Brunch no Café Mogador

Essa minha estada em NY tem sido um verdadeiro tour gastronomico. Acho muito legal contar aqui porque relativiza aquela ideia de que comida nos EUA é hamburger, bacon e outras coisas venenosas.

Ontem fomos fazer o brunch no Café Mogador, um lugar de inspiração marroquina, muito bonitinho. O prato mais bonito foi sem duvida o de Thaisa,  french toast, que vem a ser um pão parecido com rabanada, regado com molho de marple.

E o dia estava esplendoroso

 

Dripped coffee, a última moda em Nova York

Eu já tinha comentado por aqui o ruim que era o café americano. Mesmo quando compramos Melita importado do Brasil, continuava ruim. Dai que é sempre recomendado tomar capuccino ou cafe-latte, porque o leite mascara um pouco o sem-gostismo do café.

Pois agora chego aqui e café expresso já era. Se voce quiser estar por dentro das novidades de New York peça dripped cofee. Que é isso aqui, ó

Ou seja, o nosso velho conhecido café coado. Eles colocam varios coadores e vão pingando (dai o nome: drip=pingo) agua. É o maaaaaaaaaximo, acreditem!

E o charme é porque os baristas se preocupam em como moer o grão do café, observar qual a quantidade correta de pó para colocar nos coadores, ver a temperatura da água, enfim, toda uma frescura.

 

 

O brunch do domingo

O domingo estava lindo. Um sol gostoso, um friozinho idem. Ideal para caminhar. Foi o que planejamos. Primeiro fizemos um brunch em um lugarzinho legal, pequenininho e bem transado, com Billie Holliday como musica de fundo e um cartaz de “Keep calm and carry on” na porta do banheiro. O lugar se chama “Ciao for now” e fica na 12a. street no quarteirão entre a Av. A e B. Tem um garçon brasileiro que deve ser mineiro.

Saimos caminhando pelas redondezas e me lembrei muito de São Paulo porque todo mundo estava “tomando café na padaria”, o que aqui significa fazer o breakfast em um dos inumeros cafés. E o povo tem aquela cara do povo de lá, meio jovem, com cara de intelectual ou aquela cara de gente que trabalha com design ou com publicidade ou com arquitetura, sei lá. Cara de descolado.

Esse é um dos lugares da região e é um restaurante brasileiro que serve feijoada e açai, não necessariamente nessa ordem.